Eu sou o observador e agora?

insight 12

” Tudo leva a crer que vivemos uma profunda crise de percepção. Os sucessos obtidos nos campos tecnológico e científico pelo modelo mecanicista e reducionista do cartesianismo ofuscam os desastres e equívocos inspirados neste mesmo modelo.”

Wallace Liimaa – Pontos de Mutação na Saúde

A Alfabetização Ecológica é algo a ser pensado em nossos dias. Neste artigo vamos explorar um pouco esta ideia e o porquê da importância do tema para pais e educadores. Vivemos em um mundo que ainda vê a natureza como coisa a ser conquistada, portanto urge uma nova visão de mundo que verdadeiramente dê conta dos desafios dos novos tempos.

Segundo Capra em seu artigo Alfabetização Ecológica – O desafio para Educação do século 21, uma comunidade sustentável é aquela “capaz de satisfazer as próprias necessidades sem reduzir as oportunidades das gerações futuras. ” Pensando nestes termos somos uma comunidade global sustentável? Como são produzidos nossos alimentos? O processo de Industrialização respeita o meio ambiente? Nossa tendência a medicalizar nossas dores favorece nossa saúde? Quer pensemos em termos universais ou individuais encontramos sistemas que são integrados e se relacionam para além do que nossa ainda visão materialista pode conceber. Existe o sistema planetário com suas relações em rede, onde cada movimento em qualquer ponto da grande teia da vida influi no Todo. Mas também somos um sistema social, familiar, escolar. E como funciona este sistema e qual a maneira de favorecer seu crescimento sustentável? Estamos deixando para nossas crianças um planeta menos poluído, com uma diversidade cada vez mais preservada, com uma flora abundante? Ou estamos reduzindo cada vez mais nossas possibilidades e por consequência as possibilidades das crianças de viverem uma vida plena e integrada ao meio em que vivem?

Mas a maneira como pensamos, sentimos e fazemos as coisas veio de onde? Veio de uma ideia. Ideias criam mundos, mas também podem destruir mundos. Como então transformar esta ideia que herdamos e que circula pelo planeta a séculos e retomar o rumo da sustentabilidade? A visão de mundo quântica vem contribuir com uma ideia revolucionária, somos os observadores da realidade e ao observar esta realidade trazemos as experiências para nossa vida. Podemos transformar o mundo a partir de como olhamos para ele. Segundo Capra, não precisamos reinventar a roda, para começar a pensar o mundo através da visão quântica, sistêmica basta aprender com os sistemas naturais. É por isto que o projeto Criança Quântica neste ano de 2016, na Pré-escola Bilíngue Happy Days em Poços de Caldas está desenvolvendo um projeto de horta orgânica. Incentivamos a união de ações transformadoras e vamos fazer acontecer na prática, vamos colocar esta imagem em ação. A alfabetização ecológica se dá de maneira completa por meio da construção e do cuidado de uma horta orgânica, possibilitando que os envolvidos no projeto vivenciem a natureza. Descubra o poder da ação você também, se não sabe por onde começar acompanhe nossos artigos e vídeos que vamos trazer para vocês tudo o que estamos realizando neste sentido. O aprendizado desvinculado da vivência perde sentido. Vivenciar a teoria dos Sistemas Vivos é uma maneira de ver o mundo de uma maneira nova para a maioria das pessoas e de pensar a respeito dele também de uma maneira nova. Pais e educadores podem propiciar esta vivência para si mesmos e para as crianças que já irão crescendo com uma visão mais ampla, integrada, capaz de se desenvolver em plenitude com o todo. O foco está no desenvolvimento da percepção do todo, contextualizado e ser capaz de fazer relações dos mais diversos tipos. A capacidade de fazer relações está intimamente ligada ao desenvolvimento do raciocínio lógico matemático. Saber reconhecer os padrões, ao invés de apenas separar as partes para entender o seu funcionamento. Temos separado e descontextualizado todo o saber e recuperar nossa capacidade de contextualizar é algo que nos beneficia e nos empodera como comunidade e como humanidade. Como podem ver, o projeto da horta orgânica vai muito além de dar alimento de qualidade as crianças, ela tem o potencial de integrar questões aparentemente desconectadas pela falta da visão quântica-sistêmica, por meio da horta orgânica podemos inclusive desenvolver o raciocínio matemático. Todo organismo seja ele animal, planta é um exemplo de sistema. Existem sistemas dentro de sistemas, nossas células por exemplo. E todos, absolutamente todos estão interligados como bem demonstra os experimentos da quântica. É por isto que não faz sentido uma educação que contemple apenas algumas aspectos do Ser. Para que pais e educadores possam vir a dar um suporte integral para o desenvolvimento das crianças é preciso que tenham um pensamento quântico, um pensamento sistêmico e isto pode ser aprendido.

Porque nos desconectamos da vida, do planeta, uns dos outros? Por causa de uma ideia, um modelo de ver o mundo, um modelo que nos foi ensinado para além das palavras. Nos ensinaram este modelo desconectado nos colocando para viver nele. Mas realmente é isto que queremos para nossos filhos e educandos? Chegamos a um ponto tal de desconexão e incapacidade de fazer relações que não percebemos que os resultados estão ligados a esta ideia distorcida da realidade. Crianças sendo medicadas desde cedo, adolescentes sem motivação, adultos com doenças crônicas. Já nem sabemos mais o que colocamos na mesa todos os dias e chamamos de alimento. Já nem sabemos mais o porquê de tanto conteúdo inútil no currículo escolar. Não questionamos mais, não fazemos relações, não pensamos nas relações em rede, apenas repetimos. Fazemos isto para que? Muitos respondem: para que meus filhos e educandos tenham um futuro. Eu pergunto: Que futuro? Qual a qualidade deste futuro?

Não consigo pensar para as crianças nada além de dar o suporte que precisam para se desenvolver de forma plena. Este desenvolvimento é natural, mas aprendemos a olhar a natureza como inimiga. Criança nasce quântica, ela precisa apenas de um ambiente de amor, solo fértil e bem regado entende? As crianças trazem dentro de si um mundo de infinitas possibilidades que nosso olhar materialista reduz ao que vemos todos os dias por aí. Elas trazem consigo seu propósito, seus talentos e o que fazemos? Limitamos todo o potencial infinito porque aprendemos a repetir padrões que não nos são favoráveis. Por isto não me espanta tantos conflitos nas escolas e nas famílias, precisamos de novas ideias, novos modelos, novos rumos. Contudo, estas novas ideias, novos rumos precisam ser desenvolvidos. Vivemos em uma época desafiadora mas também fantástica.

Qual é sua ação transformadora? Quais pessoas, com suas próprias ações transformadoras podem unir-se a você e aumentar a onda da transformação? Isto é o que chamamos de união de ações transformadoras. A transformação que queremos ver no mundo parte da transformação de cada um de nós já dizia Gandhi. Sejamos, diferente, façamos a diferença.

Semana que vem continuamos com este tema. Uma visão quântica, sistêmica brotando de cada um de nós!

#dica quântica

Conexão com a natureza. Faça um passeio, respire, se integre, observe, aprenda. A natureza nos ensina o pensamento sistêmico.

Escreva nos comentários a sua experiência. Venha somar com a gente!

Deixe seu comentário

Comentar

2 comments on “Eu sou o observador e agora?Add yours →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *